Buscar
  • Dr. Huber Vasconcelos

O que são as drusas oculares?

As drusas oculares são lesões de coloração amarelada na retina, compostas por restos celulares e outros materiais que se depositam no fundo do olho. Elas são um dos primeiros sintomas da Degeneração Macular Relacionada à Idade, a DMRI (já fiz um post aqui no blog sobre esta doença) e podem ser diagnosticadas pelo exame de fundo de olho, feito pelo oftalmologista, ou outros tipos de exames, como a angiofluoresceinografia ou a tomografia de coerência óptica.


Trata-se de depósitos de material extracelular (geralmente acúmulo de lipídeos e proteínas inflamatórias) entre duas camadas situadas abaixo da retina: o epitélio pigmentado da retina e a membrana de Bruch. As drusas estão intimamente relacionadas ao processo de envelhecimento. Outros fatores de risco para o seu surgimento incluem tabagismo, obesidade, dieta pobre em carotenoides e anti-oxidantes e fatores genéticos.





Sabe-se que inflamação e o famigerado “stress oxidativo” desempenham papel crucial no seu aparecimento e progressão.


Quando as drusas aumentam e persistem no fundo de olho podem se associar a lesão das camadas da retina, em um processo patológico conhecido como DMRI. Esta doença possui duas formas de apresentação: a forma seca e a forma úmida/neovascular.


A forma seca é a mais comum e o tratamento é baseado no controle dos fatores de risco mencionados anteriormente, podendo ser feito uso de suplementação vitamínica específica para alguns grupos de pacientes.


Na forma úmida/neovascular trata-se de quadro mais agudo e geralmente mais grave e o tratamento se baseia no uso de medicamentos intravítreos (medicações que são aplicadas através de uma injeção dentro do olho) com propriedades anti-angiogênicas.


A DMRI é a principal causa de cegueira irreversível no Ocidente. Estima-se que cerca de 10% dos idosos acima dos 75 anos apresentem algum grau de DMRI.


Portanto, acompanhamento rotineiro com médico oftalmologista e hábitos de vida saudáveis, evitando-se principalmente tabagismo, sedentarismo e obesidade, são fundamentais na prevenção.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo