Buscar
  • Dr. Huber Vasconcelos

Perigos da exposição ao sol aos nossos olhos

Todos já sabem que a exposição ao sol é muito perigosa para a pele, podendo causar câncer e outras doenças. Por isso, o uso do protetor solar é conhecido por todos como forma de se prevenir destes problemas. Mas você sabia que os seus olhos também precisam ser protegidos do sol e que estão suscetíveis a problemas tão graves quanto os de pele?


Raios Ultravioletas

A radiação ultravioleta é a que oferece mais risco à nossa visão. Os raios UV têm comprimentos de onda curtos que podem provocar queimaduras nos olhos e outras doenças. A região do olho mais afetada depende do tipo da radiação. Os dois principais tipos são a UV-A e a UV-B. A primeira, tem maior capacidade de penetrar nos olhos e atingir camadas mais profundas, aumentando o risco de alterações retinianas associadas. Já a UV-B tende a afetar camadas mais superficiais, principalmente a conjuntiva, a córnea e o cristalino, que são a porta de entrada dos nossos olhos e acabam absorvendo a radiação ultravioleta em geral. Essa exposição está associada a quadros mais precoces de doenças como pterigio e catarata.


Degeneração Macular

Já falamos aqui no Blog sobre a DMRI, que é a degeneração macular relacionada à idade. Esta doença tem como principal fator de risco a idade avançada. A exposição inadequada e desprotegida ao sol a muito vem sendo estudada como possível fator de risco para desenvolvimento/agravamento da DMRI. As controversas a respeito dessa associação sinda estão em debate na literatura.


É importante saber que a parte degenerada da retina não se recupera, ou seja, não se regenera. Apesar disto, há tratamentos que auxiliam no controle da doença e evitam que o paciente perca a visão. Para isto, o diagnóstico precoce é primordial.


Entre os principais tratamentos estão a aplicação de injeções para os casos úmidos/exsudativos, como discutido aqui anteriormente. Alguns fatores nutricionais podem atuar como atenuantes no processo de progressão do quadro degenerativo, incluindo suplementação vitamínica em casos selecionados demonstrados na literatura, e ser prescrita por médico especialista.


E como prevenir?

A maior prevenção que podemos fazer para evitar lesões oculares secundárias a exposiçao solar é NUNCA olhar diretamente para o sol. Essa prática é perigosa e pode levar a lesões retinianas graves e irreversíveis. No dia a dia, quando você pensa em proteção dos olhos em relação à radiação ultravioleta indireta advinda dos raios solares, já deve ter pensado em óculos de sol. E, sim, os óculos de sol são os principais aliados desta proteção, mas não são os únicos. Além deles, os óculos de grau também podem receber proteção contra raios UV. Isso faz com que, mesmo que você não esteja exposto diretamente ao sol, você esteja protegido.


Outro detalhe que vale destacar é que óculos escuros por si só não são garantia que sejam protegidos contra radiação solar. Por isso, ao comprar óculos, certifique-se se, de fato, ele conta com proteção anti UV-A e UV-B. É muito comum encontrar em óticas, um aparelho que faz o teste para certificar se o produto realmente tem essa camada de proteção.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo